IPEARTES PARTICIPA DO 34º SEMINÁRIO PEDAGOGIA DAS VIRTUDES, REALIZADO PELA ONG UNIÃO PLANETÁRIA

No dia 09 de novembro, a ONG União Planetária, por meio do movimento Pedagogia das Virtudes, promoveu o 34 º Seminário Pedagogia das Virtudes, em parceria com a Prefeitura de Alto Paraíso e o IPEARTES/SEDUCE. 

Por Kayalú Mendonça

Ulisses Riedel, presidente da União Planetária, durante a abertura do 34º Seminário Pedagogia das Virtudes. Foto: Bianca Carvalho

O Polo da UAB de Alto Paraíso recebeu, no dia 09 de novembro, o 34º Seminário Pedagogia das Virtudes – “As virtudes e os novos rumos na educação”, promovido pela ONG União Planetária e pelo movimento Pedagogia das Virtudes, com apoio da Prefeitura Municipal de Alto Paraíso, da Associação Bem Viver Cerrado e do IPEARTES, Instituto de Pesquisa, Ensino e Extensão em Arte Educação e Tecnologias Sustentáveis, vinculado ao Centro de Estudo e Pesquisa Ciranda da Arte, da SEDUCE, Secretaria de Educação, Cultura e Esporte do Estado de Goiás. O encontro contou com a presença do Prefeito de Alto Paraíso, Martinho Mendes, da Primeira-dama e Secretária de Assistência Social, Maiuza Leite dos Santos, do presidente da União Planetária, Ulisses Riedel, da consultora da Confederação Nacional dos Municípios, Rosângela Silva Ribeiro, do especialista em Pedagogia da Emergência, Reinaldo Nascimento, a diretora do Jardim do Jequitibá, formada há 25 anos na pedagogia Waldorf, Edith Oliveira, do Major Júnior, comandante da Polícia Militar em Alto Paraíso, dos coordenadores e arte-educadores do IPEARTES/SEDUCE, do proprietário da Editora Massot, Florent Massot,  da Secretária Municipal de Educação, Nislene Costa Ferreira, das diretoras e educadores da Rede Pública de Ensino de Alto Paraíso e da Vila de São Jorge.

Rosângela Silva Ribeiro, consultora da Confederação Nacional dos Municípios, em fala durante o 34º Seminário Pedagogia das Virtudes. Foto: Bianca Carvalho

O Seminário teve como objetivo a construção de um piloto para estabelecer um modelo de abordagem do Movimento Pedagogia das Virtudes no município, direcionada ao estudo, pesquisa e preservação dos valores éticos universais. A abertura do evento aconteceu com uma apresentação teatral produzida pela equipe de arte-educadores do IPEARTES/SEDUCE, Isabela Garios e Lúcia Corrêa, que emocionaram a todos com uma performance que contou com a produção musical de Lieber Rodrigues, João de Lima Neto e Eric Miag Makibara, e direção de Kátia Rodrigues.

Equipe de arte educadores do IPEARTES/SEDUCE abre o 34º Seminário Pedagogia das Virtudes com apresentações de Música e Teatro. Foto: Bianca Carvalho 

Na sequencia, teve início uma roda de conversa com o presidente da União Planetária, Ulisses Riedel, a consultora da Confederação Nacional dos Municípios, Rosângela Silva Ribeiro, o especialista em Pedagogia da Emergência, Reinaldo Nascimento, o Prefeito de Alto Paraíso, Martinho Mendes, a Primeira-dama e Secretária de Assistência Social, Maiuza Leite dos Santos, a diretora do Jardim do Jequitibá, Edith Oliveira e as coordenadoras do IPEARTES/SEDUCE, Kátia Rodrigues e Luana Índia Villas-Boas. 

Prefeito de Alto Paraíso, Martinho Mendes e Ulisses Riedel, presidente da União Planetária, durante a abertura do 34º Seminário Pedagogia das Virtudes. Foto: Bianca Carvalho

Ulisses Riedel, presidente da UNIÃO PLANETÁRIA, destacou a importância da Ética em nossas vidas e como os problemas em nossos valores éticos geram a “Sociedade de Conflitos” que enfrentamos atualmente. A consultora da Confederação Nacional dos Municípios, Rosângela Silva Ribeiro, trouxe a experiência da Confederação no apoio técnico da Gestão Municipal em vários municípios, visando desconstruir a verticalização dos projetos de lei em âmbito federal e buscando a construção coletiva de propostas a partir do acompanhamento dos técnicos municipais com ação direta na comunidade.

Reinaldo Nascimento, em palestra sobre a Pedagogia de Emergência durante o 34º Seminário Pedagogia das Virtudes. Foto: Bianca Carvalho

Reinaldo Nascimento é um dos pioneiros e mais experientes educadores que aplicam a Pedagogia de Emergência no Brasil e no mundo e já atuou em situações de violência extrema, catástrofes naturais e conflitos territoriais. Segundo Reinaldo, podemos vivenciar vários tipos de traumas: simples, múltiplos, sequenciais, verbais, entre outros, e eles podem ser divididos em quatro fases: aguda, de 1-2 dias após o episódio, a reação do stress pós-traumático, de 4-8 semanas de duração, o distúrbio pós-trauma e a mudança permanente de personalidade.

As ações pedagógicas devem ser oferecidas o quanto antes para a comunidade, e a pedagogia Waldorf, orientada para o desenvolvimento holístico da criança e com diversas formas terapêuticas artísticas, serve como base para as intervenções que visam reverter esse processo nas duas primeiras fases do trauma.

Reinaldo Nascimento, em palestra sobre a Pedagogia de Emergência durante o 34º Seminário Pedagogia das Virtudes. Foto: Bianca Carvalho

O educador físico e terapeuta social cresceu na favela Monte Azul, na zona sul de São Paulo, e conhece de perto as mazelas sociais que enfrentamos: “Embora o Brasil não viva uma guerra declarada, a emergência aqui é constante, o que impede as ações no período de oito semanas após o trauma. A continuidade da violência na realidade das crianças transformou nossa percepções  e partir de novas ações foi desenvolvida a Pedagogia do Trauma.” Em 2016, surgiu a Associação Pedagogia de Emergência no Brasil, que visa atender essa demanda crescente e atua na capacitação de educadores e cuidadores que atendem crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social. 

Acesse aqui a nosso canal do FLICKR com a cobertura completa de fotos para download.

Movimento Pedagogia das Virtudes

Com o objetivo de entender as causas da violência e resgatar as virtudes humanas, surgiu o Movimento Pedagogia das Virtudes, MPV, em 2013. Atualmente ele é composto por mais de 50 instituições, que buscam o estudo, a pesquisa e a atuação pelo despertar dos valores éticos universais e imponderáveis, fundamentais para a construção de uma sociedade mais justa, harmoniosa e virtuosa.

Atividade de Ritmo ministrada por Reinaldo Nascimento durante o 34º Seminário Pedagogia das Virtudes. Foto: Bianca Carvalho

O ciclo de seminários da Pedagogia das Virtudes visa promover uma reflexão sobre o papel e a importância das virtudes humanas na transformação da sociedade. São eventos nos quais palestrantes renomados de diversas áreas do saber, que pactuam da filosofia do Movimento, dialogam os mais diversos assuntos pertinentes à construção de um mundo melhor. Os encontros, abertos ao público, são gravados e transmitidos pela TV SUPREN, canal de comunicação da União Planetária, pela NET, no canal 2 em Brasília, canal 12 em Goiânia, canais 15 e 17 em Salvador. Além disso, os vídeos são disponibilizados no canal da emissora no YouTube: TVSuprenBrasília.

A UNIÃO PLANETÁRIA é uma organização não-governamental sem fins lucrativos, que tem como objetivo principal a defesa dos ideais das Nações Unidas de fraternidade universal, de paz mundial, de justiça social. Fundada em 1997, a UNIÃO PLANETÁRIA desenvolve projetos nas áreas social, educacional, ambiental e comunicação em todo o país, disseminando exemplos positivos, iniciativas de sucesso e os resultados produzidos pela convicção daqueles que não perderam a esperança na humanidade.

Lúcia Corrêa e Isabela Garios, arte educadoras dos IPEARTES/SEDUCE durante a abertura do 34º Seminário Pedagogia das Virtudes. Foto: Bianca Carvalho

Pedagogia de Emergência

Reinaldo Nascimento, especialista em Pedagogia de Emergência, em atividade de Ritmo durante o 34º Seminário Pedagogia das Virtudes. Foto: Bianca Carvalho

A Pedagogia de Emergência foi criada em 2006, quando Bernd Ruf, professor Waldorf alemão especializado em crianças portadoras de deficiência, esteve no Líbano em meio à guerra entre Israel e o Hezbollah, para acompanhar o repatriamento de 21 jovens libaneses. Desde então, já ocorreram mais de 70 intervenções de Pedagogia de Emergência, em países como Líbano, China, Japão, Haiti, Nepal, Filipinas, Equador, Curdistão, Iraque, Faixa de Gaza, Quênia, Quirguistão, Grécia, Eslovênia, Bósnia, entre outros. As ações internacionais são coordenadas pela instituição Amigos da Arte de Educar, sediada na Alemanha, que apoia iniciativas ligadas à pedagogia Waldorf em todo mundo.

Em 2012, Reinaldo Nascimento e outros profissionais interessados na pedagogia de emergência decidiram se unir para estruturar um grupo de atuação no país. Embora o Brasil não viva uma guerra declarada, milhões de crianças enfrentam diariamente todo tipo de abuso e lidam com as terríveis consequências da violência urbana, desastres ambientais, somados à vulnerabilidade social, que geram traumas profundos e que exigem cuidado especializado. Em julho de 2016, o grupo concluiu seu processo de formalização e deu origem à Associação da Pedagogia de Emergência no Brasil, que trabalha na capacitação dos educadores e cuidadores que lidam com crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social.

Acesse aqui o site da Pedagogia de Emergência e saiba mais sobre as ações desenvolvidas no Brasil e no mundo.

Lieber Rodrigues, João de Lima Neto e Eric Miag Makibara, arte educadores do IPEARTES/SEDUCE, responsáveis pela produção musical do espetáculo de abertura do 34º Seminário Pedagogia das Virtudes. Foto: Bianca Carvalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tamanho da fonte
Contraste