ALTO PARAÍSO RECEBE ALUNOS DE TODA APA POUSO ALTO NO II FESTIVAL DE HUMANIDADES, NA CIDADE DA FRATERNIDADE

O Educandário Humberto de Campos recebe o II Festival de Humanidades, de 02 a 04 de dezembro. O evento reúne alunos e professores de escolas da APA de Pouso Alto, que desenvolveram projetos para a II Olimpíada de Humanidades, realizada pelo IPEARTES/SEDUCE de abril a novembro de 2018

Por Kayalú Mendonça

Eduardo Oliveira, representante do Conselho Estadual de Educação, em fala na abertura do II Festival de Humanidades, no dia 02 de dezembro, em Alto Paraíso – Foto: Bia Carvalho

O II Festival de Humanidades, realizado pela equipe do IPEARTES, Instituto de Pesquisa, Ensino e Extensão em Arte, Educação e Tecnologias Sustentáveis, vinculado ao Centro de Estudo e Pesquisa CIRANDA DA ARTE, da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte do Estado de Goiás, SEDUCE-GOIÁS, teve início dia 02 de novembro, no Educandário Humberto de Campos, localizado na Cidade da Fraternidade, em Alto Paraíso. O evento é a culminância da II Olimpíada de Humanidades, momento de socialização dos projetos desenvolvidos por alunos e professores do Ensino Médio da Rede Pública de Ensino, com  dinâmicas de integração, rodas de conversas, apresentações artísticas produzidas pela equipe do IPEARTES/SEDUCE e a Gincana do Conhecimento, que visa estimular o protagonismo e desenvolver uma rede de articulação entre os jovens da APA de Pouso Alto.

Nislene Costa Ferreira, Secretária Municipal de Educação, em fala na abertura do II Festival de Humanidades, no dia 02 de dezembro, em Alto Paraíso – Foto: Bia Carvalho

Durante a abertura do Festival de Humanidades, os coordenadores Kátia Rodrigues e José Estevão Rocha Arantes, apresentaram a equipe da Olimpíada de Humanidades 2018 e agradeceram as autoridades presentes pelo apoio para viabilização do projeto: Luz Marina de Alcantara, diretora do IPEARTES e representante da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte do Estado de Goiás, SEDUCE-GOIÁS, José Pereira de Queiroz, subsecretario da Coordenação Regional de Educação de Posse, Eduardo Oliveira, representante do Conselho Estadual de Educação, Nislene Costa Ferreira, Secretaria Municipal de Educação de Alto Paraíso, Alessandra Possebom, diretora do Conselho Educacional do Educandário Humberto de Campos, Warla Paiva, coordenadora pedagógica do Ciranda da Arte, e Fernando Ambrósio Trindade, administrador da Cidade da Fraternidade.

José Pereira de Queiroz, subsecretario da Coordenação Regional de Educação de Posse, em fala na abertura do II Festival de Humanidades, no dia 02 de dezembro, em Alto Paraíso – Foto: Bia Carvalho

O Festival de Humanidades integra o conjunto de ações previstas no âmbito da realização da II Olimpíada de Humanidades, que propicia ações educativas intertransdisciplinares entre as áreas de Ciências Humanas e suas Tecnologias e Artes, a partir da elaboração e desenvolvimento de projetos de professores e estudantes do Ensino Médio da Rede Estadual de Educação. Em sua segunda edição, a Olimpíada deste ano tem como tema Água, Terra, Fogo, Ar e Amor: interseccionando os elementos para proteger a APA Pouso Alto, e busca promover o pensamento científico e a reflexão entre estudantes. Iniciada em maio de 2018, esta edição da Olimpíada de Humanidades vem promovendo uma série coordenada de ações educativas, que englobam etapas de formação, elaboração e execução de projetos, produções artísticas e visitas de campo.

Luz Marina de Alcantara, diretora do IPEARTES e representante da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte, SEDUCE -GOIÁS, em fala na abertura do II Festival de Humanidades, no dia 02 de dezembro, em Alto Paraíso – Foto: Bia Carvalho

Luz Marina de Alcantara, destacou a importância do projeto para o empoderamento juvenil na região: “O Educandário Humberto de Campos já recebeu o Encontro Jovem, em 2016. Estou emocionada em ver os desdobramentos das ações promovidas pelo IPEARTES em toda a APA de Pouso Alto.” A programação do Festival de Humanidades segue com a apresentação dos projetos desenvolvidos pelas escolas, dia 03 de dezembro, e encerrando com a Gincana do Conhecimento, no dia 04 de dezembro. 

Os coordenadores José Estevão Rocha Arantes e Kátia Rodrigues e a equipe de arte educadoras que desenvolveu a Olimpíada de Humanidades 2018 em toda a APA POUSO ALTO e produziu o II Festival de Humanidades – Foto: Bia Carvalho

II Olimpíada de Humanidades – Água, Terra, Fogo, Ar e Amor: interseccionando os elementos para proteger a APA de Pouso Alto

A Olimpíada de Humanidades vincula-se ao compromisso do Governo de Goiás em assumir, dentro da agenda da Organização das Nações Unidas (ONU), os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), sobretudo em seu quarto quesito, que diz respeito à Educação de Qualidade. Dando encaminhamentos nesse sentido, a Secretaria de Educação, Cultura e Esporte do Estado de Goiás (SEDUCE) promove anualmente a Olimpíada de Humanidades, articulada ao Instituto Terra e Memória, Conselho Internacional para Filosofia e Ciências Humanas (CIPSH), Ano Internacional do Entendimento Global (AIEG) e UNESCO. “A partir de uma problemática local, a Olimpíada busca discutir, refletir, propor e deliberar possibilidades para mudanças socioculturais, nesse momento em que estamos discutindo o papel da educação para um mundo em transição. Nosso desafio é o de preparar os estudantes e cuidar para que esses jovens sejam educados com dignidade e cidadania”, avalia Luz Mariana de Alcantara, diretora do Centro de Estudo e Pesquisa CIRANDA DA ARTE, e representante da SEDUCE no programa dos 17 ODS no Estado de Goiás.

Os estudantes e professores participaram, ao longo do ano, de encontros para sensibilização, orientação e alinhamento pela equipe do IPEARTES, e tiveram o acompanhamento do plano de ação dos projetos. Na primeira etapa, foram oferecidas oficinas de Arte Educação, Educomunicação e Tecnologias Sustentáveis para capacitação e, na segunda etapa, pais, alunos e professores participaram de uma visita técnico-cientifica ao Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Para desenvolver a terceira etapa da Olimpíada, o projeto foi contemplado pela Chamada do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq/MCTIC-SEPED nº 14/2018, de seminários internos nas escolas participantes da XV Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, promovida pelo Ministério da Ciência e Tecnologia em mais de 1400 instituições do país. O Festival de Humanidades é a culminância das ações promovidas ao longo do ano, momento voltado à socialização dos projetos desenvolvidos pelas escolas.

Acesse aqui o site da Olimpíada de Humanidades e conheça todos os detalhes dessa ação educativa interdisciplinar entre as áreas de Ciências Humanas e suas Tecnologias e Artes, a partir da elaboração e desenvolvimento de Projetos de professores e estudantes de Ensino Médio da Rede Estadual de Ensino do Estado de Goiás e realizado pelo IPEARTES.

SERVIÇO:
FESTIVAL DE HUMANIDADES 2018
Data: 02 a 04 de dezembro de 2018
Local: Educandário Humberto de Campos
Cidade da Fraternidade – Alto Paraíso de Goiás – GO
Realização: IPEARTES – Instituto de Pesquisa, Ensino e Extensão em Arte, Educação e Tecnologias Sustentáveis, Centro de Estudo e Pesquisa CIRANDA DA ARTE, Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte de Goiás, SEDUCE-GO.
Apoio: Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, ICMBIO – Instituto Chico Mendes, Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, Prefeitura Municipal de Alto Paraíso, ASJOR – Associação de Moradores da Vila de São Jorge, Cidade da Fraternidade, OSCAL – Organização Social Cristã-Espírita André Luiz e Coordenação Regional
de Educação, Cultura e Esporte dos municípios de Campos Belos, Minaçu, Planaltina de Goiás e Posse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tamanho da fonte
Contraste