OLIMPÍADA DE HUMANIDADES REALIZA VIAGEM DE TURISMO EDUCACIONAL COM ESTUDANTES DA CHAPADA

Em sua última etapa, a II OLIMPÍADA DE HUMANIDADES realiza ação de Turismo Educacional “(RE)CONHECENDO NOSSAS GOIANIDADES”, com estudantes da APA de Pouso Alto

Por Kayalú Mendonça

Alunos do Ensino Médio de Nova Roma, José Pereira de Queiroz, secretario da Coordenação Regional de Educação, Cultura e Esporte de Posse, Luz Marina de Alcantara, representante da SEDUC-GOIÁS, Kátia Rodrigues e José Estevão Rocha Arantes, coordenadores do II Festival de Humanidades, em Alto Paraíso de Goiás – Foto: Bia Carvalho

Na quarta e última etapa da Olimpíada de Humanidades 2018 realizada pela equipe do IPEARTES/SEDUC, Instituto de Pesquisa, Ensino e Extensão em Arte, Educação e Tecnologias Sustentáveis, vinculado ao Centro de Estudo e Pesquisa Ciranda da Arte, da Secretaria de Estado da Educação de Goiás , os estudantes e professores do Ensino Médio da Rede Estadual de Educação participantes realizarão uma viagem de Turismo Educacional a alguns dos principais pontos turísticos do Estado. O projeto “(Re)conhecendo nossas goianidades” começa nesta quarta, 13, e se encerra dia 16 de fevereiro, incluindo no roteiro visitas às cidades de Goiás, Goiânia e Brasília, onde serão apresentados os aspectos arquitetônicos, monumentos artísticos, aspectos poético-literários, marcos históricos e cotidiano de cada cidade, além de promover intercâmbio com unidades da Rede Pública de Ensino Médio da região, através de visitas, apresentações artísticas e troca de experiências

A escolha do roteiro foi feita após a constatação de que poucos jovens da região desfrutam de mobilidades como essas, principalmente de caráter educativo. A viagem resultante desta edição da Olimpíada contrasta com a viagem feita no término da primeira edição, em 2017, quando apenas um estudante de cada escola participante representou o projeto na Conferência Mundial de Humanidades, realizada em Liège, na Bélgica, em agosto de 2017. Dessa vez, 31 jovens e 18 educadores, incluindo professores das escolas e a equipe do IPEARTES que promove a Olimpíada, participarão da viagem, lotando um ônibus.

Representantes do Educandário Humberto de Campos, de Alto Paraíso de Goiás, durante atividade da 2ª Olimpíada de Humanidades no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros – Foto: Sérgio Makari

Iniciada em maio de 2018, a segunda edição da Olimpíada de Humanidades promoveu ações educativas intertransdisciplinares entre as áreas de Ciências Humanas e suas Tecnologias e as Artes, a partir da elaboração e desenvolvimento de projetos de professores e estudantes do Ensino Médio da Rede Estadual de Educação, nas cidades de Cavalcante, Teresina de Goiás, São João D’aliança, Colinas do Sul, Nova Roma e Alto Paraíso de Goiás. O tema da Olimpíada de Humanidades 2018 foi Água, Terra, Fogo, Ar e Amor: interseccionando os elementos para proteger a APA Pouso Alto, incentivando o pensamento científico e a reflexão entre os jovens.

Aluna do Colégio Estadual Elias Jorge Cheim, de Cavalcante, durante a oficina de Gravura, ministrada por Xande Mattos, arte educador do IPEARTES/SEDUC, em atividade da Olimpíada de Humanidades 2018 – Foto: Leon Junqueira

De 02 a 04 de novembro de 2018, aconteceu o II Festival de Humanidades, momento de socialização dos projetos desenvolvidos pelos alunos e professores do Ensino Médio da Rede Pública de Ensino, com  dinâmicas de integração, rodas de conversas, apresentações artísticas produzidas pela equipe do IPEARTES/SEDUC e a Gincana do Conhecimento, que estimulou o protagonismo juvenil e a criação de uma rede de comunicação entre os jovens da APA de Pouso Alto. Durante o evento, Luz Marina de Alcantara, diretora do IPEARTES e representante da SEDUC, anunciou a viagem de Turismo Educacional para os estudantes e professores presentes.

Oficina sobre Teatro ministrada por João de Lima Neto e Kátia Rodrigues aos alunos do Colégio Estadual Joaquim de Souza Fagundes, de Teresina de Goiás, pelas Olimpíada de Humanidades 2018 – Foto: Sérgio Makari

Na cidade de Goiás, o Centro Histórico será apresentado ao grupo, que visitará a Praça do Chafariz, o Teatro São Joaquim, o Largo da Carioca, a Praça do Coreto, o Largo do Rosário, entre outros monumentos históricos. Incentivando a troca de experiências educacionais entre os alunos e professores de Goiás e da APA de Pouso Alto, o CEPI Prof. Alcide Jubé receberá o grupo com apresentações artísticas realizadas por seus alunos.

Alunas de Teresina de Goiás, do projeto “Kalunga: O passado abrindo as portas para o (re)conhecimento de um povo”, durante apresentação na Escola Municipal Tia Adesuíta, situada na comunidade Kalunga de Diadema – Foto: Sérgio Makari

Em Goiânia, o roteiro inclui o Palácio das Esmeraldas, a Praça Cívica, o Complexo Cultural Cora Coralina, o Beco da Codorna, o Centro de Estudo e Pesquisa Ciranda da Arte e Monumentos Históricos, além do Colégio Estadual Francisco Maria Dantas, que receberá o grupo para atividades artísticas e intercâmbio cultural. Em Brasília, o Eixo Monumental será apresentado ao grupo, destacando os aspectos arquitetônicos dos monumentos como o Palácio da Alvorada, o Memorial JK, a Catedral de Brasília e os edifícios da Esplanada dos Ministérios, concebidos pelo arquiteto Oscar Niemeyer.

PEDALADA DO ECO SABER, atividade coordenada pelos arte educadores do IPEARTES/SEDUC, com alunos do Colégio Estadual Joaquim de Souza Fagundes, de Teresina de Goiás Foto: Sérgio Makari

Acesse AQUI a cobertura completa de fotos da OLIMPÍADA DE HUMANIDADES, disponível para download no FLICKR.

II Olimpíada de Humanidades – Água, Terra, Fogo, Ar e Amor: interseccionando os elementos para proteger a APA de Pouso Alto

A Olimpíada de Humanidades vincula-se ao compromisso do Governo de Goiás em assumir, dentro da agenda da Organização das Nações Unidas (ONU), os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), sobretudo em seu quarto quesito, que diz respeito à Educação de Qualidade. Dando encaminhamentos nesse sentido, a Secretaria de Estado de Educação de Goiás (SEDUC) promove anualmente a Olimpíada de Humanidades. “A partir de uma problemática local, a Olimpíada busca discutir, refletir, propor e deliberar possibilidades para mudanças socioculturais, nesse momento em que estamos discutindo o papel da educação para um mundo em transição. Nosso desafio é o de preparar os estudantes e cuidar para que esses jovens sejam educados com dignidade e cidadania”, avalia Luz Marina de Alcantara, diretora do Centro de Estudo e Pesquisa CIRANDA DA ARTE, e representante da SEDUCE no programa dos 17 ODS no Estado de Goiás.

Os estudantes e professores participaram, ao longo do ano, de encontros para sensibilização, orientação e alinhamento pela equipe do IPEARTES, e tiveram o acompanhamento do plano de ação dos projetos. Na primeira etapa, foram oferecidas oficinas de Arte Educação, Educomunicação e Tecnologias Sustentáveis para capacitação e, na segunda etapa, pais, alunos e professores participaram de uma visita técnico-cientifica ao Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Para desenvolver a terceira etapa da Olimpíada, o projeto foi contemplado pela Chamada do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq/MCTIC-SEPED nº 14/2018, de seminários internos nas escolas participantes da XV Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, promovida pelo Ministério da Ciência e Tecnologia em mais de 1400 instituições do país. O Festival de Humanidades, culminância das ações promovidas ao longo do ano, reuniu jovens e educadores de toda a APA POUSO ALTO, de 02 a 04 de novembro, no Educandário Humberto de Campos, em Alto Paraíso de Goiás. 

Acesse aqui o site da Olimpíada de Humanidades e conheça todos os detalhes dessa ação educativa interdisciplinar entre as áreas de Ciências Humanas e suas Tecnologias e Artes, a partir da elaboração e desenvolvimento de Projetos de professores e estudantes de Ensino Médio da Rede Estadual de Ensino do Estado de Goiás e realizado pelo IPEARTES.

Realização: IPEARTES – Instituto de Pesquisa, Ensino e Extensão em Arte, Educação e Tecnologias Sustentáveis, Centro de Estudo e Pesquisa CIRANDA DA ARTE, Secretaria de Estado de Educação – SEDUC-GO.

Apoio: Semana Nacional de Ciência e Tecnologia,  ICMBIO – Instituto Chico Mendes, Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, Prefeitura Municipal de Alto Paraíso, ASJOR – Associação de Moradores da Vila de São Jorge, Cidade da Fraternidade, OSCAL – Organização Social Cristã-Espírita André Luiz e Coordenação Regional de Educação, Cultura e Esporte dos municípios de Campos Belos, Minaçu, Planaltina de Goiás e Posse.

2 thoughts on “OLIMPÍADA DE HUMANIDADES REALIZA VIAGEM DE TURISMO EDUCACIONAL COM ESTUDANTES DA CHAPADA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tamanho da fonte
Contraste