IPEARTES REALIZOU A SEMA 2019 – SEMANA DO MEIO AMBIENTE DE ALTO PARAÍSO DE GOIÁS

De 03 a 09 de junho, o IPEARTES, por meio do Coletivo de Educação Ambiental e Sustentabilidade, realizou a SEMA 2019 – Semana do Meio Ambiente de Alto Paraíso de Goiás, em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura Sustentável e com a Secretaria Municipal de Educação de Alto Paraíso e com apoio de diversas instituições públicas e privadas.

Por Kayalú Mendonça

O IPEARTES, da Secretaria de Estado da Educação de Goiás, por meio do Coletivo de Educação Ambiental e Sustentabilidade, realizou a SEMA 2019 – Semana do Meio Ambiente de Alto Paraíso, de 03 a 09 de junho. A programação contou com diversas oficinas, palestras, rodas de prosa, I Encontro de Agroecologia da Chapada dos Veadeiros, I Mostra de Cinema Ambiental e diversas apresentações artísticas, todas as atividades gratuitas e espalhadas por toda a cidade. Como parte da programação, o coletivo IPE MIDIALAB promoveu, de 03 a 06 de junho, a I MOSTRA DE CINEMA AMBIENTAL. A curadoria, realizada por Henrique Borela, trouxe alguns dos destaques das edições mais recentes do FICA – Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental, realizado pelo Governo de Goiás há mais de duas décadas. Além dessa seleção, participaram também da Mostra produções que dialogam com a temática ambiental realizadas recentemente na Chapada dos Veadeiros, com trabalhos realizados pelo Centro UnB Cerrado e pelo Movimento Somos Água. A Mostra aconteceu na própria sede do IPEARTES, na avenida Esperanto, no bairro Novo Horizonte. 

A SEMA 2019 buscou integrar as diversas ações ambientais e de conscientização que acontecem na região, como o projeto “Pato-Mergulhão da Chapada dos Veadeiros/IAT”, realizando atividades nos dias 03, 04 e 05 de junho, nas escolas da Rede Pública de Ensino: Casa da Vovó, Escola Municipal Zeca de Faria, Escola Municipal Ana Aguiar, Escola de São Jorge e no Colégio Estadual Moisés Nunes. O Movimento Somos Água, coordenado por Constanza Ospina, realizou intervenções artísticas, cortejo, exposição fotográfica e apresentações teatrais nos dias 03, 04, 05 e 07 de junho, na Vila de São Jorge, no Colégio Sagrados Corações, na Escola Municipal Zeca de Faria, no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e na Praça do Bambu, respectivamente.  

Ação educativa realizada pelos educadores do IPEARTES na Escola Municipal Zeca de Faria, durante a SEMA 2019 – Foto: Bia Carvalho

Na terça-feira, dia 04, a Escola Municipal Zeca de Faria realizou uma Ciranda e plantio de árvores, com os alunos e educadores do IPEARTES. O CCCA, Centro de Convivência da Criança e do Adolescente, recebeu o Circuito de Jogos Cooperativos do Coletivo de Práticas Corporais do IPEARTES, para a conscientização no Combate a Dengue. No Educandário Humberto de Campos, localizado na Cidade da Fraternidade, os educadores do Instituto e do Educandário realizaram atividades ambientais com cinema, músicas, plantio de mudas, roda de conversa e reflexões sobre o Meio Ambiente. 

Circuito Jogos Cooperativos Educativos com o tema “Combate a Dengue”, realizado pelo Coletivo de Práticas Corporais do IPEARTES, no CCCA – Centro de Convivência da Criança e do Adolescente de Alto Paraíso, dia 04 de junho – Foto: Bia Carvalho

Ainda no dia 4, a Escola Sagrados Corações participou da atividade educativa Corredor Perceptivo, realizada pelo Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. À noite, a programação da SEMA 2019, contou com a palestra “Especismo Social e os impactos da exploração animal”, realizada no POLO UAB, por Róber Bacvhinski, mestre em Saúde Pública (Fiocruz) e doutor em Biotecnologia (UFF), da Caravana CONTRAPONTO.No Dia Mundial do Meio Ambiente, 05 de junho, o Colégio Estadual Moisés Nunes participou das atividades do projeto “Pato-Mergulhão da Chapada dos Veadeiros/IAT” e da palestra sobre o Ser Humano com o Padre Nailton Almeida. As atividades da SEMA 2019 seguiram com apresentações artísticas produzidas por cada sala no dia 06 e com a exibição do filme “Água é Vida” e uma Gincana Ambiental no dia 07 de junho.

Ação educativa do projeto “Evitando a Extinção do Pato-mergulhão no Corredor Veadeiros- Pouso Alto- Kalunga”, do Instituto Amada Terra, na Escola Municipal Ana Aguiar, dia 04 de junho – Foto: Projeto Pato-Mergulhão (divulgação)

O Colégio Estadual Gerson de Faria participou de uma vivência de Educação Ambiental e Ecologia Profunda, com a psicóloga do IPEARTES Chiara Santos e Débora da Costa Ramos Teles. Enquanto isso, o Polo UAB recebeu uma Palestra sobre o Sistema Nacional de Unidades de Conservação – SNUC, ministrada por Letícia Vimeney, geógrafa do IPEARTES e uma roda de prosa com os educadores do Instituto sobre a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que trouxe como tema em 2019 “Bioeconomia: Riqueza e Diversidade para o Desenvolvimento Sustentável” . Além da I MOSTRA DE CINEMA AMBIENTAL realizada na sede do IPEARTES, na quarta-feira aconteceu ainda o Cine Fogueira, realizado por Isabela Cunha, na Casa das Fadas, que trouxe “Ações para um mundo sustentável” como tema.

Palestra sobre o Sistema Nacional de Unidades de Conservação-SNUC, ministrada por Letícia Vimeney, geógrafa do IPEARTES, no Polo UAB, dia 05 de junho – Foto: Bia Carvalho

No dia 05 de junho, a RECICLEALTO ofereceu uma Oficina de Triagem dos Resíduos Sólidos para Reciclagem no Galpão da antiga CASEGO e, no dia 07, realizou na Praça do Bambu o lançamento de uma campanha de esclarecimento sobre a triagem correta do lixo, quais os resíduos recicláveis e quais os coletados pela associação, além do processo de prensa desse material coletado. No dia 06 de junho, em uma roda de prosa no Polo UAB, Dax Faulstich, do sítio Florestinha do Vale Verde, debateu se “É possível para a humanidade produzir seu alimento em larga escala com práticas capazes de regenerar o nosso planeta?” e, durante a noite, Lígia Cristina Cazarin,  especialista em Sociobiodiversidade e Sustentabilidade no Cerrado, ministrou uma palestra sobre o impacto socioambiental dos Caramujos Gigantes-Africanos. Além disso, o Mandato Coletivo de Alto Paraíso trouxe o “Histórico das Leis Ambientais Municipais e novas perspectivas de atuação” em uma roda de prosa, no mesmo local. Já no dia 06, Tatiana Franche e João Pantoja ofereceram uma Oficina de Regeneração e conexão de comunidades”, no Templo Mãe d’Água e Adriana Gonzales, psicóloga do IPEARTES, realizou uma oficina da Dança Circular na Praça do Artesão. Ainda na quinta-feira, os educadores do Instituto realizaram também atividades ambientais na EJA – Educação de Jovens e Adultos, na Escola Municipal do Moinho.

Vivência de Educação ambiental e Ecologia Profunda realizada por Chiara Santos, psicóloga do IPEARTES, e Débora Da Costa Ramos Telles, na Escola Estadual Gerson de Faria, dia 05 de junho – Foto: Bia Carvalho

Ainda no dia 06 de junho, a professora Lígia Cristina Cazarin, , apresentou novamente a palestra sobre o Caramujo Africano para os alunos da Escola Municipal Zeca de Faria. No Polo UAB, aconteceu a Oficina de Composição em Artecolagem com Elementos Naturais, com Fernanda Elias, arte educadora do IPEARTES, a Oficina de Limpeza Ecológica e Sustentabilidade Doméstica, com Mayra Barros e Sarah Baylere, na Kasa Eco Nois, a Oficina sobre Abelhas sem ferrão, com apresentação da atividade dos Apicultores e Meliponicultores, ministrada por Lauro Jurgeaitis no Santuário Volta da Serra e o lançamento da campanha para a coleta de assinaturas a favor do projeto “Rio São Bartolomeu – Rio de Direitos”, na Praça do Skate.

Oficina de composição em arte colagem com elementos naturais ministrada por Fernanda Elias, arte educadora do IPEARTES, no Polo UAB, dia 07, durante a SEMA 2019 – Semana do Meio Ambiente de Alto Paraíso – SEMA (divulgação)

Artistas, ambientalistas e a comunidade realizaram, no sábado à tarde, o Cortejo do Cerrado, uma caminhada artística cultural que saiu da Praça do Artesão até a Praça do Bambu e contou com a participação do Maracatu Leão do Cerrado, sendo organizada pelo Projeto Pato-Mergulhão da Chapada dos Veadeiros, do Instituto Amada Terra – IAT. Na sequência, tivemos a celebração de encerramento da SEMA 2019, com os artistas da comunidade e os arte-educadores do IPEARTES e a celebração do Fogo Sagrado com Ananda Devi, psicóloga do Instituto.

I Encontro de Agroecologia da Chapada dos Veadeiros, realizado nos dias 08 e 09 de junho, pelos membros da NASPA – Núcleo Transdisciplinar de Pesquisa em Alimentação Sustentável e Produção Agroecológica e pelo IBC – Instituto Biorregional do Cerrado – Foto: IBC (divulgação)

Fechando a programação, o I Encontro de Agroecologia da Chapada dos Veadeiros, realizado pelos membros da NASPA – Núcleo Transdisciplinar de Pesquisa em Alimentação Sustentável e Produção Agroecológica e pelo IBC – Instituto Biorregional do Cerrado, aconteceu nos dias 08 e 09 de junho, na sede do IBC, e contou com grande participação da comunidade de Alto Paraíso. O Encontro surge para promover a união de agricultores da região com agrofloresteiros, permacultores e detentores de demais conhecimentos técnicos para dialogar sobre as problemáticas enfrentadas no dia a dia do trabalho no campo e, juntos, encontrar soluções. O Encontro também  marca a incorporação do  NASPA – Núcleo de Alimentação Sustentável e Produção Agroecológica pelo IBC,  em Alto Paraíso de Goiás.

Segundo César Barbosa, conhecido na região como Satyavan Sat, mestre em Química que atua nas áreas de Sociobiodiversidade, Sustentabilidade e Agroecologia no Bioma Cerrado e educador do IPEARTES: “a Semana do Meio Ambiente já faz parte das celebrações tradicionais de Alto Paraíso, sempre reunindo instituições, grupos, ambientalistas e cidadãos defensores das causas ambientais. Ela representa um momento de encontro e apresentações das ações e iniciativas que estão em curso no município e no território da APA de Pouso Alto. Este ano, pela primeira vez, foi organizada pelo IPEARTES e contou com parceiros como as Secretarias Municipais de Meio Ambiente e Agricultura Sustentável e a de Educação, bem como a EMATER e o Polo UAB, além de diversos apoiadores, entre eles o IBC – Instituto Bioregional do Cerrado, o CASA Brasil, a Florestinha, a Terra Booma, o IAT – Instituto Amada Terra, a Caravana CONTRAPONTO, a Reciclealto, o Guia Alto Paraíso e o Movimento Somos Água, que voluntariamente abrilhantaram esta celebração! A todas e todos nosso mais sincero agradecimento e vamos juntos até a 2020, celebrando o Meio Ambiente Integral”.

ACESSE AQUI A COBERTURA COMPLETA DE FOTOS DA SEMA 2019

IPEARTES – Instituto de Pesquisa, Ensino e Extensão em Arte Educação e Tecnologias Sustentáveis

O IPEARTES, Instituto de Pesquisa, Ensino e Extensão em Arte Educação e Tecnologias Sustentáveis, da Secretaria de Estado da Educação de Goiás – SEDUC/GOIÁS,  busca promover uma educação transformadora, fundamentada na arte-educação e tecnologias sustentáveis, buscando alcançar a formação do ser humano em sua plenitude. Para isso, busca ser referência em educação integral, de maneira a potencializar o desenvolvimento das pessoas, considerando as dimensões cognitiva, física, afetiva e seus processos socioculturais. 

O IPEARTES desenvolve ações educativas em toda a região da APA de Pouso Alto, que inclui as cidades de São João d’Aliança, Colinas do Sul, Cavalcante, Teresina de Goiás, Nova Roma e Alto Paraíso. O Instituto atua no Educandário Humberto de Campos, escola-piloto do projeto, localizada na Cidade da Fraternidade, e também no Centro de Vivências Crescer, Escola Municipal Zeca de Faria, Escola Municipal Ana Aguiar, Escola de Educação Infantil Francisquinho, CRAS, Centro de Convivência da Criança e do Adolescente, na Educação de Jovens e Adultos do Colégio Estadual Gerson de Faria, com extensões na comunidade do Moinho, além de colaborar com a ASJOR – Associação de Moradores da Vila de São Jorge, entre outros espaços educativos da região.

3 thoughts on “IPEARTES REALIZOU A SEMA 2019 – SEMANA DO MEIO AMBIENTE DE ALTO PARAÍSO DE GOIÁS

  1. Parabenizar também a todos os que colocarom a sua intenção em acao, plantando sementes de amor e respeito.
    A ação de cada um e dó conjunto, foimaravilhiosa
    Estamos juntos pela vida quê nós sustenta !

  2. Parabéns pelo trabalho e o apoio
    Em algumas das nossas ações fui muito importante, especialmente o Saty e o Erasmo. Gracias amigos.
    Acho bom lembrar que há umos 3 anos o movimento somosagua realizou a comemoração do médio ambiente em Alto Paraíso.
    Nó relatório de este ano, esqueceram colocar os trabalhos de arte educação ambiental dá escola da água, ela vêm caminhando junto ao mov há já vários anos.
    Ela apresento a obra da morte de um Rio, na escola dos três corações. Com os artistas Brisa Telles e Walace Boato.
    Na escola Zeca, apresentou ” águas péla paz ” também trabalho de arte educação.
    O sabado- nó fechamento ( no foi mencionado no relatório)
    De novo a obra da morte de um rio, escrita por constanza ospina
    É interpretada por uma bailarina de nome internacional-Amber Joyce Rabe, Walace Beato acompanhado com um grupo de exelentes danzarines.
    Vestuário da Âmbar e make ipê artistico- do Walace.
    Obra com um mensagem muito importante para todos, especialmente para as crianças e jovens. Pena que todo este trabalho tão rico em conteudo, danza, vestuário, maquiagem, em parte se perdeu por falta de focos de luz no escenario.
    Surge a ideia de fazer uma rifa, o uma vaquinha para adquirir umos focos dê luz para a comunidade.
    Que Vocês acham?

    De novo gratidão e parabéns a ipeartes coletivo maravilhoso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tamanho da fonte
Contraste