II MOSTRA ARTÍSTICA DO IPEARTES ENCERRA O PRIMEIRO SEMESTRE, REUNINDO A COMUNIDADE EM SUA SEDE

Estudantes, parceiros e educadores da comunidade prestigiaram as apresentações de Teatro, Dança, Música, Audiovisual e Artes Visuais, na II MOSTRA ARTÍSTICA do IPEARTES, que lotou a sede do Instituto

Por Kayalú Mendonça

Comunidade presente na II MOSTRA ARTÍSTICA do IPEARTES, em Alto Paraíso – Foto: Bia Carvalho

Celebração dos cursos livres oferecidos pela Secretaria de Estado da Educação – SEDUC/GOIÁS, por meio do IPEARTES, a II MOSTRA ARTÍSTICA do Instituto foi realizada em sua sede, dia 27 de junho, em Alto Paraíso de Goiás. A comunidade prestigiou as apresentações de Teatro, Dança, Música, Audiovisual e Artes Visuais, e conheceu os coordenadores e a metodologia dos cursos oferecidos semestralmente pelo IPEARTES, fundamentada na Arte Educação e nas Tecnologias Sustentáveis. Estiveram presentes educadores do CCCA – Centro de Convivência da Criança e do Adolescente, da Escola Vila Verde e do Jardim do Cerrado, parceiros e apoiadores como a Associação Assistencial Paulo de Tarso, representada por Lívia Rincon, os educadores do IPEARTES e suas famílias, além da comunidade de Alto Paraíso de Goiás.

Apresentação da FINA HARMÔNICA do IPEARTES durante a II MOSTRA ARTÍSTICA – Foto: Bia Carvalho

A abertura da noite aconteceu com a apresentação musical e performance de dança contemporânea realizada pelos educadores do Instituto, seguida da Orquestra Fina Harmônica, que promove aulas de músicas com instrumentos de baixo custo, confeccionados pelos próprios educadores, que permitem ao estudante compreender teoria e prática, utilizando timbres diferentes do tradicional. A FINA HARMÔNICA é coordenada por Chrys Pereira e William Ferreira, que apresentou instrumentos como o tubofone, o pife de cano e a marimba de azulejo, convidando a comunidade para as aulas do segundo semestre.

Chrys Pereira e William Ferreira, coordenadores da FINA HARMÔNICA apresentam o pife de cano – Foto: Bia Carvalho

Os jovens estudantes de Violão e Sanfona, orientados por Celiomar Vidal, emocionaram a todos com suas apresentações musicais, envolvendo estudantes em nível iniciante e intermediário de ambos os instrumentos. Celiomar compartilhou algumas metodologias aplicadas em sala de aula, técnicas de memorização das partituras alternativas, reforçando a importância da musicalização e da valorização da Cultura Popular.

Celiomar Vidal, coordenador dos cursos de Violão e Sanfona, em fala na II MOSTRA ARTÍSTICA do IPEARTES – Foto: Bia Carvalho

O Coletivo IPE MIDIALAB, que desenvolve atividades de educomunicação, comunicação institucional e produção artístico-cultural na APA de Pouso Alto, realizou a exibição de dois curtas metragens durante a noite. O primeiro curta, produzido por Sérgio Makari, foi um registro da I MOSTRA ARTÍSTICA do IPEARTES, realizada em dezembro de 2018. Na sequência, foi projetada “A LENDA DO CURUPIRA”, produzido pelos participantes da Residência MIDIALAB, laboratório-estúdio de formação e produção multimídia, com foco em audiovisual, fotografia, rádio,  jornalismo e web.

Tainá Yuri, integrante da Residênica MIDIALAB, e o educador Henrique Borela em ação, registrando a MOSTRA – Foto: Bia Carvalho

A apresentação das turmas de Canto Coral, coordenados por Lys Nardoto e Márcio Carvalho, começou com um dueto de “Fantasma da Ópera”, interpretado por Monique Alves e Wellington Martins, ambos educadores do IPEARTES. Na sequência, a turma do Coral Comunitário interpretou os clássicos de Luiz Gonzaga “Asa Branca” e “Que Nem Jiló”, e o Coral do IPEARTES interpretou “Ela só quer, só pensa em namorar”, de Luiz Gonzaga, e “Mulher Rendeira”, da banda Demônios da Garoa. A escolha do repertório e do figurino foi inspirada nas festas juninas, conforme explicado ao público pela regente Lys Nardoto.

Lys Nardoto na regência do Coral dos educadores do IPEARTES, durante a II MOSTRA ARTÍSTICA – Foto: Bia Carvalho

As alunas do curso de Teatro, Mica Muca, Ana Carolina Martins, Sara Andrade e Yasmine Elias, realizaram três performances teatrais simultaneamente na área externa do Instituto. Na sequência, o público pode prestigiar uma performance coletiva no salão principal do Instituto, coordenada pelas arte educadoras Lúcia Corrêa, Paula de Paula e Rafaela Pandora.

Mica Muca, Ana Carolina Martins, Verbena Salaroli e Yasmine Elias atuando na perfomance teatral coletiva – Foto: Bia Carvalho

A apresentação da turma de Zumba, coordenada pela dançarina Maria Helena Anjos, animou o salão com as músicas “Loca” e “Zumba Comigo”. Essa é uma das turmas mais procuradas dentre os cursos livres oferecidos pelo Instituto. Em reconhecimento pelo trabalho desenvolvido, a educadora Maria Helena foi homenageada em coro pelos presentes, ao término da apresentação, demostrando o reconhecimento e o carinho das estudantes e da comunidade pela educadora.

Apresentação das alunas do curso livre de Zumba, na sede do Instituto – Foto: Bia Carvalho

Por fim, o CHAPATRIO, formado pelos músicos Andrey Baltz, Lieber Rodrigues e Bruno Berê, educadores do IPEARTES, encerrou a noite com mais música brasileira, na parte externa do Instituto, onde o público foi recebido com uma bonita fogueira. O Bloco do IPEARTES e a banda de pife também se apresentaram e encheram de ritmo e alegria a noite de celebração no IPEARTES.

CHAPATRIO, com Andrey Baltz, Lieber Rodrigues e Bruno Berê, educadores do IPEARTES, no encerramento do II MOSTRA ARTÍSTICA do IPEARTES – Foto: Bia Carvalho

A noite foi conduzida por Lúcia Corrêa, atriz e arte educadora do IPEARTES, e o evento contou com a produção do Coletivo de Arte Educação e apoio de alguns dos diversos parceiros do Instituto: Espaço Cultural Cosmo Base, Associação Holística Vale do Sol, Centro de Vivências CRESCER e Associação Assistencial “Paulo de Tarso”  onde são ministradas aulas dos cursos livres oferecidos gratuitamente à comunidade de Alto Paraíso.

Uma bonita fogueira esquentou a noite fria e reuniu a comunidade na sede do IPEARTES, dia 27 de junho – Foto:  Bia Carvalho

Segundo Gabriela Maciel, coordenadora do Núcleo Administrativo do IPEARTES: “a II Mostra Artística do IPEARTES foi uma noite linda; me emocionei diversas vezes durante as apresentações. O Instituto lotado, com a nossa comunidade e suas famílias, de todos os cantos da cidade. Como é lindo poder trabalhar em um local que leva a Educação e a Cultura através da Arte. Em uma noite só, tivemos performance teatral, música, dança e cinema. Parabéns aos Educadores da Arte Educação!! Com o sucesso do evento posso dizer que na próxima MOSTRA ARTÍSTICA teremos que providenciar um local bem maior!!“.

Acesse AQUI a cobertura completa de fotos da II MOSTRA ARTÍSTICA do IPEARTES, disponíveis para download.

IPEARTES – Instituto de Pesquisa, Ensino e Extensão em Arte Educação e Tecnologias Sustentáveis

O IPEARTES, Instituto de Pesquisa, Ensino e Extensão em Arte Educação e Tecnologias Sustentáveis, da Secretaria de Estado da Educação de Goiás – SEDUC/GOIÁS,  busca promover uma educação transformadora, fundamentada na arte-educação e tecnologias sustentáveis, buscando alcançar a formação do ser humano em sua plenitude. Para isso, busca ser referência em educação integral, de maneira a potencializar o desenvolvimento das pessoas, considerando as dimensões cognitiva, física, afetiva e seus processos socioculturais. 

O IPEARTES desenvolve ações educativas em toda a região da APA de Pouso Alto, que inclui as cidades de São João d’Aliança, Colinas do Sul, Cavalcante, Teresina de Goiás, Nova Roma e Alto Paraíso. O Instituto atua no Educandário Humberto de Campos, escola-piloto do projeto, localizada na Cidade da Fraternidade, e também no Centro de Vivências Crescer, Escola Municipal Zeca de Faria, Escola Municipal Ana Aguiar, Escola de Educação Infantil Francisquinho, CRAS, Centro de Convivência da Criança e do Adolescente, na Educação de Jovens e Adultos do Colégio Estadual Gerson de Faria, com extensões na comunidade do Moinho, além de colaborar com a ASJOR – Associação de Moradores da Vila de São Jorge, entre outros espaços educativos da região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tamanho da fonte
Contraste