CINE CHAPADA

O CINE CHAPADA é um projeto itinerante de projeção de filmes na APA Pouso Alto,

O Coletivo IPE MIDIALAB, núcleo de educação em mídia e comunicação do IPEARTES/SEDUC, estreou em outubro mais um projeto do seu CIRCUITO DE CINEMA, o projeto de ocupação cultural “CINE CHAPADA“, em Alto Paraíso de Goiás. Com exibições gratuitas e classificação indicativa livre, o projeto busca promover um circuito itinerante de exibição de filmes em espaços públicos, como escolas, praças e espaços culturais de toda a região da Área de Produção Ambiental Pouso Alto, que abrange os seis municípios do entorno do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, incluindo as cidades, distritos e povoados.

Juntamente com o CINE IPE, um cineclube semanal dedicado ao público infantil, que é realizado desde março de 2019, o CINE CHAPADA procura promover acesso ao cinema em um amplo território que, em geral, não dispõe de salas de cinema ou programação regular de exibição de filmes

A força do cinema como instrumento de reflexão e educação é há muito reconhecida, não se restringindo à educação formal. Como uma janela para o mundo, contribui para ampliar a perspectiva da sociedade em relação à diversidade sociocultural, trazendo questões com as quais a comunidade se identifica. Mais do que simples entretenimento ou ilustração de uma realidade, o cinema contribui com a construção de saberes, influenciando o imaginário, operando no campo da educação informal, profundamente alinhado com o princípio da educação integral, o que é central na proposta do IPEARTES/SEDUC.

Apesar de sua importância, no Brasil, o acesso ao cinema é muito restrito, sobretudo fora das capitais. No Estado de Goiás, dentre os 246 municípios, apenas 16 possuem sala de cinema, nenhum deles no nordeste goiano. Além da falta de acesso às salas, há ainda restrições sistêmicas na distribuição de filmes brasileiros dentro do circuito comercial. Mais recentemente, a consolidação do streaming, a distribuição online de conteúdo sob demanda, também vem operando mudanças culturais na própria relação do público com os filmes. A experiência de se apreciar coletivamente um filme, em uma atividade que integra a comunidade, antes, durante e depois da sessão, vem sendo substituída fortemente por experiências individualizadas, transferindo para ambientes virtuais o debate e a reflexão sobre os filmes. 

previous arrow
next arrow
ArrowArrow
Slider

Nesse sentido, o CINE CHAPADA vem contribuir para a ampliação do acesso à cultura e para a integração da comunidade, somando-se ao conjunto de esforços necessários para a constituição de cidades e comunidades educadoras, enriquecendo a experiência de vida da comunidade. As primeiras sessões estiveram focadas nas escolas públicas de Alto Paraíso. Com sua consolidação, no decorrer de 2020, o projeto pretende percorrer os municípios da APA Pouso Alto, em articulações próprias do coletivo IPE MIDIALAB ou alinhado à agenda dos demais coletivos do IPEARTES/SEDUC, seja acompanhando o percurso da próxima edição da Olimpíada de Humanidades, ou à partir de articulações com as secretarias municipais de educação dos diversos municípios do território.

No dia 10 de outubro, a estréia do CINE CHAPADA aconteceu na Escola Municipal Zeca de Faria. Com apoio da Secretaria Municipal de Educação de Alto Paraíso de Goiás, os professores e estudantes assistiram a programação da mostra infantil do Dia Internacional da Animação de 2018. O DIA é uma mostra de curtas-metragens de animação nacionais e internacionais criadas há 16 anos, com exibições gratuitas que acontecem simultaneamente em mais de 30 países, sempre no dia 28 de Outubro, que celebra o aniversário da invenção do cinema de animação.

Na véspera do Dia das Crianças, 11 de outubro, o CINE CHAPADA exibiu a programação da mostra infantil do Dia Internacional da Animação de 2018, na celebração realizada pelo Posto de Saúde – PSF II Alto Paraíso, no bairro Novo Horizonte. No dia 24 de outubro, foi a vez da Escola Municipal Professora Ana Rodrigues Carvalho Aguiar receber a equipe do IPE MIDIALAB e o CINE CHAPADA.

O CIRCUITO DE CINEMA IPEARTES é formado pelos projetos CINE IPECINE CHAPADACINEMA NA PRAÇA (previsto para se iniciar no próximo período de estiagem), além das Mostras Temáticas realizadas ao longo do ano. O CINE IPE é um cineclube semanal, realizado na sede do IPEARTES nas noites de quinta-feira, com ênfase no público infantil, com foco em crianças entre 5 e 12 anos de idade. Os filmes possuem classificação indicativa livre e geralmente opta-se por conteúdo dublado. Para a temporada 2020, está sendo preparada ainda a criação de mais um cineclube do IPEARTES, dessa vez dedicado ao público adulto.

O CIRCUITO DE CINEMA IPEARTES está aberto ao recebimento de filmes de realizadores de cinema de todo o país. Os interessados em cadastrar seus filmes em nosso acervo podem faze-lo por meio do formulário disponível na página do projeto. Participe!

Acesse a cobertura completa de FOTOS em AQUI.

CLIQUE PARA PARTICIPAR DO GRUPO CINEMA IPEARTES NO WHATSAPP

IPEARTES – Instituto de Pesquisa, Ensino e Extensão em Arte Educação e Tecnologias Sustentáveis

O IPEARTES, Instituto de Pesquisa, Ensino e Extensão em Arte Educação e Tecnologias Sustentáveis, da Secretaria de Estado da Educação de Goiás – SEDUC/GOIÁS, atua na promoção de uma educação transformadora, fundamentada na arte-educação e tecnologias sustentáveis, estimulando o desenvolvimento do ser humano em sua plenitude. Para isso, busca ser referência em educação integral, de maneira a potencializar o desenvolvimento das pessoas, considerando as dimensões cognitiva, física, afetiva e seus processos socioculturais. 

O IPEARTES desenvolve ações educativas em toda a região da APA Pouso Alto, que inclui as cidades de Alto Paraíso de Goiás, São João d’Aliança, Colinas do Sul, Cavalcante, Teresina de Goiás e Nova Roma. Além das diversas atividades desenvolvidas em sua sede, o Instituto atua no Educandário Humberto de Campos, escola-piloto do projeto, localizada na Cidade da Fraternidade, e também no Centro de Vivências Crescer, Escola de Educação Infantil Francisquinho, CRAS, Centro de Convivência da Criança e do Adolescente, no Colégio Estadual Gerson de Faria, com extensões na comunidade do Moinho, além de colaborar com a ASJOR – Associação de Moradores da Vila de São Jorge, entre outros espaços educativos da região.

Tamanho da fonte
Contraste