COMUNIDADE DO SERTÃO

A região do campo denominada Sertão dista 30km da cidade de Alto Paraíso de Goiás, situando-se nas bordas da Serra Geral do Paranã e entre os vales dos rios São Bartolomeu e Macaco.

Nesta região a maioria da população é pertencente às antigas e tradicionais famílias de pequenos produtores que, além de habitar esta região há bastante tempo, ainda possuem raízes profundas e grande senso de pertencimento ao local onde vivem.

A escola municipal Santo Antônio da Parida, também denominada Escola do Sertão situa-se às margens da GO 239  na região da Água Branca. Parte da escola foi construída principalmente pela força comunitária, que construiu o “Barracão dos formandos” que hoje é estrutura base da escola. A escola também foi contemplada com um projeto de ONG que reforma escolas do campo pelo mundo, e foi reformada com a ajuda de uma instituição inglesa.

Desde 2013 acontecem intervenções pelo projeto de extensão Terra Encantada, gente miúda, direitos integrais, da Universidade Federal de Goiás em parceria com a Escola do Sertão, com atividades educativas de diversas áreas com as crianças e adolescentes da escola. O projeto se dá com oficinas ministradas por estudantes da UFG, sob a coordenação de professores, e já contou com as linguagens musicais, teatrais, artes visuais, geografia, enfermagem, mas sua principal atuação é com estudantes das áreas de comunicação e educação física.

OBJETIVO GERAL

Desenvolver com a Escola e Comunidade do Sertão projetos educacionais que valorizem suas identidades, memória, evidenciando e fortalecendo seu patrimônio histórico cultural, estimulando a comunidade educadora.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Ampliar as habilidades e competências cognitivas e socioemocionais na educação formal (Escola do Sertão e Educação de Jovens e Adultos – EJA);
  • Estimular a leitura e a escrita das crianças, jovens, adultos, idosos;
  • Desenvolver os conceitos de Desenvolvimento Sustentável, aproximando-os da realidade local para posterior ação na região.

EJA

  • Promover uma aprendizagem ativa, criativa, lúdica, afetiva, questionadora e “transdisciplinar”;
  • Construir ações pedagógicas com os sujeitos, respeitando seus conhecimentos prévios, trajetos, memórias, experiências, posicionamentos, a fim de fortalecer suas identidades e subjetividades.

AÇÕES DESENVOLVIDAS

  • Diagnóstico da comunidade para elaboração de plano de ação e institucionalização da EJA na Escola do Sertão. A escola atende 136 crianças. Foram identificados os desafios:
    • Legalização do EJA Sertão;
    • Dificuldade de acesso a comunidade em virtude da distância das casas;
    • Transporte dos educadores para o Sertão;
    • Transporte dos estudantes até a escola da comunidade;
  • Após diagnóstico, articulação com Prefeitura local para legalização da EJA e regularização do transporte.

A partir do diagnóstico, e resolvidas as questões acima, foram estabelecidas quais seriam as áreas prioritárias e atividades a serem desenvolvidos, conforme tabela abaixo.

Ações Desenvolvidas Série/Turma

(Faixa etária)

Número de encontros Número de estudantes
Projeto: Dança Fundamental I (5o e 6o ano) 8 12
Projeto Música Fundamental I (5o e 6o ano) 8 12
Projeto Teatro Fundamental II (7o,8o, 9o) 8 16
Educação Ambiental EJA 8 16
Educação Ambiental Fundamental I (1o, 2o. 3o. 4o) 8 32
Psicomotricidade Fundamental I (1o, 2o. 3o. 40) 8 32
Biblioteca comunidade   8 100
Patrimônio Histórico Cultural comunidade 8 20
Moda Sertão comunidade 8 20
Coletivo Jovem mídia Sertão Fundamental II (7o,8o, 9o) 8 16
Educação Sócio-emocional para educadoras Educadores 4 15
Total encontros 8
Total pessoas atendidas 53
Total de cursos 11

RESULTADOS ALCANÇADOS

  • Elaboração de estratégia para realização da EJA, tendo em vista a inviabilidade do transporte escolar para os estudantes;
  • Realização de 11 cursos, atendendo 136 crianças e adolescentes.
Tamanho da fonte
Contraste